Qual a diferença entre ventilador, circulador e climatizador de ar? Qual é a melhor alternativa para diminuir o calor dentro da sua casa? No nosso comparativo, colocamos lado a lado os ventiladores, os circuladores de ar e os climatizadores. Cada um desses produtos têm os seus pontos positivos e é destinado para uma finalidade em especial. Então conheça a diferença entre ventilador, circulador e climatizador de ar e descubra qual se adapta melhor às suas necessidades.

Ventiladores: a opção mais barata

A ideia por trás de um ventilador é a mais simples possível: produzir vento a partir de suas pás giratórias. Há modelos das mais variadas espécies e tamanhos e o que varia entre eles é a potência e a velocidade com que conseguem girar. Entre todos os aparelhos que citamos aqui, os ventiladores são sem dúvida os mais baratos.

Especialistas em climatização afirmam que um ventilador é capaz de diminuir a temperatura do ambiente em até 3 graus. Podemos destacar ainda o fato de que a maioria dos modelos é portátil e pode ser levada para qualquer lugar. Além disso, o consumo de energia dos ventiladores também é baixo e como o preço é acessível, o custo-benefício acaba compensando.

Circuladores de ar: a evolução

Diferente do que acontece com os ventiladores, que direcionam o ar para um único lado, os circuladores de ar direcionam o vento para várias direções. A ideia dele, entretanto, é um pouco diferente: a proposta aqui, como o nome indica, é fazer com que o ar circule, distribuindo homogeneamente em várias direções.

Eles podem ser uma solução para aquelas pessoas que se sentem incomodadas com vento direto no rosto. Da mesma forma, os modelos podem ser portáteis ou fixos. Além disso, são mais silenciosos que os ventiladores, o que é ideal para quem não suporta ruídos. Em grandes espaços, entretanto, os circuladores de ar perdem um pouco da sua eficiência.

Climatizadores: diminuição de até 5 graus

Por fim, chegamos aos climatizadores. Eles são responsáveis por amenizar até 5 graus de temperatura aumentando a umidade do ar. Para fazer esse trabalho eles consomem um pouco mais de energia dos que os demais produtos e utilizam água para manter a temperatura mais baixa.

Então, você precisará ter um pouco mais de atenção e cuidado com esse tipo de equipamento, evitando que ocorram problemas em decorrência de mau uso. Alguns modelos mais caros têm um bônus e podem também aquecer o ambiente em dias mais frios. Funciona melhor em espaços menores e é a melhor escolha para pessoas que têm problemas respiratórios.

Para mais dicas para sua casa, continue acompanhando nosso blog.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.